Covid-19: Brasil registra 27,6 mil casos e 158 mortes em 24 horas | TVARACAJU.com The Mobile Television Network

Três estados deixaram de atualizar dados sobre a doença nesta quinta   O Brasil registrou, em 24 horas, 27.674 novos casos de covid-19 e mais 158 mortes em consequência da doença, informou o boletim epidemiológico divulgado nesta quinta-feira (5) pelo ...

coronavirus, covid, vacinas, corbevax, astrazeneca, destaque, vacina, china, covid-19

Covid-19: Brasil registra 27,6 mil casos e 158 mortes em 24 horas

Publicado por: admin
05/01/2023 10:08 PM
Agencia Brasil
Agencia Brasil

Três estados deixaram de atualizar dados sobre a doença nesta quinta

 

O Brasil registrou, em 24 horas, 27.674 novos casos de covid-19 e mais 158 mortes em consequência da doença, informou o boletim epidemiológico divulgado nesta quinta-feira (5) pelo Ministério da Saúde. O boletim de hoje não traz os dados atualizados dos estados do Tocantins, de Mato Grosso do Sul e do Piauí.



Desde o início da pandemia, foram registradas no país 694.569 mortes por covid-19. Os casos confirmados da doença somam 36.450.812.



Ainda segundo o boletim, 35.225.196 pessoas se recuperaram da doença, e 531.047 casos estão em acompanhamento.

 

Estados

De acordo com os dados disponíveis, São Paulo lidera o número de casos confirmados de covid-19 (6,33 milhões), seguido por Minas Gerais (4 milhões) e Rio Grande do Sul (2,91 milhões).

O menor número de casos é registrado no Acre (159,3 mil). Em seguida, aparecem Roraima (181,3 mil) e Amapá (182,6 mil).
 
Quanto às mortes pela doença, de acordo com os dados mais recentes disponíveis, São Paulo apresenta o maior número (177.615), seguido de Rio de Janeiro (76.539) e Minas Gerais (64.543).



O menor número de mortes está no Acre (2.040), Amapá (2.166) e Roraima (2.180).

Boletim epidemiológico da covid-19
Boletim epidemiológico da covid-19 - Ministério da Saúde

 

Vacinação

Até hoje, foram aplicadas 498,6 milhões de doses de vacinas contra a covid-19, sendo 181,5 milhões de primeira dose e 164 milhões de segunda dose. A dose única foi aplicada em 5 milhões de pessoas.

 

A primeira dose de reforço foi aplicada em 102,6 milhões de pessoas, e a segunda dose adicional, em 40,4 milhões.

 

Com informações da Agência Brasil

Imagens de notícias

Tags:

Compartilhar

Vídeos relacionados