Algoritmos Viciantes: Meta Enfrenta Nova Investigação na UE | TV Aracaju The Mobile Television Network

TV Aracaju, The Mobile Television Network, Meta, União Europeia, investigação, algoritmos viciantes, Facebook, Instagram, proteção de crianças, Lei de Serviços Digitais, DSA, moderação de conteúdo, coleta de dados, riscos para menores, saúde mental, Co...

meta, união, europeia, investigação, algoritmos, viciantes, facebook, instagram, proteção, de, crianças, lei, de, serviços, digitais, dsa, moderação, de, conteúdo, coleta, dados, riscos, menores, saúde, mental, comissão, europeia, multas

Algoritmos Viciantes: Meta Enfrenta Nova Investigação na UE

Publicado por: admin
16/05/2024 10:11 PM
Cortesia Editorial Freepik
Cortesia Editorial Freepik

Meta Promete Colaborar com a UE para Proteger Jovens Usuários

Bruxelas tem como alvo o gigante das redes sociais por causa das chamadas “tocas de coelho”.

 

A plataforma Meta está enfrentando uma nova investigação da União Europeia devido a alegadas falhas na proteção de crianças, em parte devido aos algoritmos “viciantes” do Facebook e do Instagram.

 

A Comissão Europeia afirmou suspeitar que a plataforma está violando as regras de moderação de conteúdo online do bloco, a Lei de Serviços Digitais (DSA), marcando a segunda investigação sobre a empresa.

 

As populares plataformas da Meta foram acusadas de potencialmente “encorajar vícios comportamentais em crianças” através das chamadas “tocas de coelho”. Além disso, o Instagram e o Facebook podem estar coletando dados excessivos de usuários menores de idade para promover conteúdo personalizado através de seus algoritmos.

 

A Comissão Europeia indicou que a Meta pode não ter avaliado adequadamente os riscos associados à exposição de menores de idade a conteúdo impróprio no Facebook e no Instagram. Além disso, a empresa pode não ter implementado ferramentas suficientemente eficazes para verificar a idade dos usuários e impedir o acesso de crianças às suas plataformas.

 

Esta investigação sobre as proteções insuficientes da Meta para menores se soma a outra investigação iniciada em abril sobre a falta de ações adequadas para limitar a disseminação de desinformação. Em fevereiro, a Comissão Europeia iniciou uma investigação similar sobre o design viciante do TikTok.

 

Plataformas online de grande porte, como Instagram e Facebook, devem aderir a regras rigorosas de moderação de conteúdo e mitigar uma série de riscos sociais graves, incluindo consequências negativas para a saúde mental dos menores.

 

As investigações podem resultar em multas substanciais de até 6% da receita global anual de uma empresa, caso a Comissão conclua que houve violação da DSA.

 

“Queremos que os jovens tenham uma experiência online segura e adequada à idade e passamos uma década desenvolvendo mais de 50 ferramentas e políticas destinadas a protegê-los”, disse Ben Walters, porta-voz da Meta. “Este é um desafio que toda a indústria enfrenta e esperamos compartilhar os detalhes do nosso trabalho com a Comissão Europeia.”

 

Investigações sobre a Meta

A Comissão Europeia alertou que Apple, Google e Meta podem não estar cumprindo as novas regras de concorrência digital, ao iniciar investigações que podem levar a multas.

Esta nova investigação surge apenas 18 dias após os gigantes da tecnologia terem sido obrigados a cumprir a Lei dos Mercados Digitais (DMA), que visa abrir seus serviços aos concorrentes.

Compartilhar

Vídeos relacionados