Gestão do Stress: Uma Nova Arma na Luta Contra o Câncer | TV Aracaju The Mobile Television Network

TV Aracaju, The Mobile Television Network, Stress Crônico, Câncer, Metástase, Neutrófilos, NETs, Glucocorticóides, Gestão do StressStress Crônico, Combustível para a Propagação do Câncer, Cold Spring Harbor Laboratory,propagação do câncer.

stress, crônico, câncer, metástase, neutrófilos, nets, glucocorticóides, gestão, do, stress

Gestão do Stress: Uma Nova Arma na Luta Contra o Câncer

Publicado por: admin
19/06/2024 08:02 PM
Cortesia Editorial Freepik
Cortesia Editorial Freepik

Inibição da Resposta Imune ao Stress Como Estratégia Terapêutica


Um novo estudo realizado no Cold Spring Harbor Laboratory, em Nova Iorque, revelou uma potencial ligação entre o stress crônico e a propagação do câncer. O estudo, realizado em ratos, sugere que as alterações induzidas pelo stress em certas células imunitárias podem inadvertidamente facilitar a metástase das células cancerígenas, salientando a importância da gestão do stress no tratamento e prevenção do câncer.

 

Pesquisa em Ratos Mostra Crescimento Acelerado do Câncer Sob Stress CrônicoHá muito que o stress crônico é reconhecido como um fator de risco para vários problemas de saúde, desde doenças cardíacas a perturbações do sono. Embora estudos anteriores tenham sugerido uma possível ligação entre o stress e o câncer, os mecanismos subjacentes eram pouco claros. Esta última investigação teve como objetivo investigar as alterações biológicas induzidas pelo stress em ratos com câncer.

 

Alterações Biológicas Induzidas pelo Stress e Suas Implicações no Câncer
O estudo envolveu ratos com tumores de câncer de mama que foram expostos a stress crônico. Em comparação com os ratos de controle, os que foram sujeitos a stress mostraram um crescimento acelerado do câncer nos pulmões, imitando o processo de metástase. Escreve o Gizmodo.

 

O Papel das Hormonas do Stress na Formação de NETs
Após uma análise mais aprofundada, os investigadores descobriram que as hormonas do stress influenciavam o comportamento dos neutrófilos, um tipo de célula imunitária envolvida na defesa do organismo contra infecções. Sob stress, observou-se que os neutrófilos produziam estruturas semelhantes a teias de aranha chamadas NETs (armadilhas extracelulares de neutrófilos), que são normalmente utilizadas para engolir agentes patogénicos. No entanto, neste contexto, as NETs pareciam criar um ambiente favorável à metastização das células cancerígenas.

 

Neutrófilos e a Criação de Ambientes Favoráveis à Metástase
Outras experiências confirmaram que a remoção dos neutrófilos ou a inibição da sua resposta às hormonas do stress impedia que o stress promovesse o crescimento do câncer. O estudo, publicado  na revista Cancer Cell, sugere que os glucocorticóides libertados durante o stress crônico desencadeiam a formação de NET, estabelecendo assim um microambiente propício à metástase do câncer. Os resultados precisam ainda de ser validados em estudos com seres humanos.

 

Inibição da Resposta Imune ao Stress Como Estratégia Terapêutica
A autora principal do estudo, Mikala Egeblad, sublinhou a importância da redução do stress como parte do tratamento e da prevenção do câncer. As implicações desta investigação vão para além da gestão do stress, abrindo potencialmente o caminho para o desenvolvimento de medicamentos dirigidos às NETs para prevenir a progressão do câncer.

 

Importância da Redução do Stress na Prevenção e Tratamento do Câncer
Este estudo enfatiza a necessidade de estratégias eficazes de gestão do stress para pacientes com câncer, não apenas para melhorar a qualidade de vida, mas também para potencialmente retardar a progressão da doença. Novas abordagens terapêuticas que visem as respostas imunitárias ao stress podem representar uma esperança adicional na luta contra o câncer.

Imagens de notícias

Tags:

Compartilhar